Visite a Prefeitura no Instagram Visite o canal da Prefeitura no YouTube Visite a Prefeitura no Flickr Visite a Prefeitura no Facebook Siga a Prefeitura no Twitter

17/09/2010

Programa presta auxílio para morador que vai construir sua casa popular
Prefeitura dá isenção de taxas e elabora o projeto de construções de até 70 m²

A Prefeitura está retomando este mês o programa de Moradia Econômica, que oferece, gratuitamente, consultoria técnica e projetos para as pessoas que vão construir suas casas com até 70 m² de área. O programa é previsto na Lei Orgânica do Município, mas não era oferecido à comunidade nos últimos anos. Um técnico em edificações foi contratado no último concurso para desenvolvê-lo.

Quando vai construir, o munícipe paga uma série de taxas: a RT (Anotação de Responsabilidade Técnica), por exemplo, é recolhida pelo engenheiro ou pelo arquiteto responsável pela planta do futuro imóvel. Também são pagos os honorários do arquiteto ou profissional equivalente e a taxa por metro quadrado de construção, entre outros valores.

Já pelo programa, o interessado só vai pagar uma taxa referente a 15 Fatores Monetários Padrão (FMPs), equivalentes, hoje, a R$ 36,36. Há algumas exigências para se inserir na Moradia Econômica: a construção não pode passar de 70 m² e o terreno deve ter um mínimo de 125 m² de área. O proprietário também não pode possuir outro imóvel.

Antes da elaboração e da aprovação do projeto, a Prefeitura realiza uma vistoria no terreno para checar as suas condições e se ele é passível de receber nova construção de acordo com o Código de Obras. Finalizada a casa e expedido o Habite-se – documento da Prefeitura que autoriza a moradia ou atividades econômicas em uma construção –, o proprietário pode morar num imóvel regularizado.

A retomada do programa é uma maneira de prestar auxílio aos futuros donos de moradias populares, que muitas vezes têm problemas financeiros para erguer suas casas. Ao mesmo tempo, estimula os proprietários a seguir a legislação ao construir. “É um projeto voltado à população de baixa renda”, disse a Secretária de Planejamento, Josiene Francisco da Silva.
 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Mauá
Secretaria de Comunicação Social
17/09/2010 18:05


Outras Notícias

20/06/2018

Aula de bicicletas para idosos faz sucesso em Mauá

Curso gratuito é oferecido a partir dos quatro anos e não tem limite de idade máxima

19/06/2018

Nota de esclarecimento 34ª Festa Junina de Mauá

14/06/2018

Fundo Social de Solidariedade de Mauá lança Campanha do Agasalho

Prefeitura também inaugura abrigo de inverno temporário para receber moradores de rua

13/06/2018

Prefeitura de Mauá celebra 110 anos de imigração japonesa

O sr. Kojima, ceramista de 84 anos, é um dos símbolos da imigração japonesa no município, que mantém viva a cultura na cidade

11/06/2018

34ª Festa Junina de Mauá tem mix de ritmos musicais e agrada diversos públicos

Cerca de 20 mil pessoas comparecem neste final de semana ao maior evento de São João do ABCDMRR

08/06/2018

34ª Festa Junina de Mauá dá oportunidade aos artistas locais

Cantores mauaenses têm espaço garantido para mostrar o talento durante a festividade

07/06/2018

Mauá leva o Programa Saúde na Escola à rede pública de Educação

Estudantes recebem orientações focadas em prevenção de problemas sociais

07/06/2018

Prefeitura de Mauá promove aulas de dança e transforma vida dos idosos

Histórias de superação, melhora nos quadros de saúde e de depressão servem de trilha sonora

05/06/2018

Polo Petroquímico de Mauá expande capacidade de produção e espera atrair mais empreendimentos

Com apoio da Prefeitura, região passa por processo de modernização que garante novos postos de trabalho e mais segurança aos trabalhadores

05/06/2018

Mauá disponibiliza dose padrão da vacina contra febre amarela

Pessoas que irão viajar ao exterior podem se imunizar na UBS da Vila Magini