Visite a Prefeitura no Instagram Visite o canal da Prefeitura no YouTube Visite a Prefeitura no Flickr Visite a Prefeitura no Facebook Siga a Prefeitura no Twitter

29/10/2015

Mauá celebra convênio com o Banco do Brasil para gerenciar recursos dos depósitos judiciais
Município é primeiro do Grande ABC a fechar acordo visando a administração dos recursos a serem liberados pelo TJ-SP

Divulgação

Termo de cooperação foi assinado na quarta-feira (28) no Paço Municipal

Mauá se tornou a primeira cidade a firmar acordo com o Banco do Brasil para criar o fundo garantidor de recursos dos depósitos judiciais. O termo de cooperação foi assinado pelo prefeito Donisete Braga e pelo superintendente regional de Governo do Banco do Brasil, Rogério Lacava, na manhã de quarta-feira (28) no Paço Municipal de Mauá.

A Secretaria de Finanças da cidade já encaminhou ao Tribunal de Justiça toda a documentação necessária para levantar os valores que podem ser disponibilizados. A Prefeitura agora aguarda a habilitação por parte do TJ para dar prosseguimento no trâmite da liberação de recursos. O dinheiro será utilizado principalmente para o pagamento de precatórios. Todos os meses, Mauá deposita para o Tribunal de Justiça-SP 3,5% de sua receita líquida (aproximadamente R$ 2,2 milhões) a fim de garantir o abatimento dos precatórios existentes. O pagamento é realizado pelo judiciário.

“Nesse momento delicado da economia do país é um dinheiro que será bem-vindo. Os municípios concentram a maior parte dos serviços públicos, por isso sentem de maneira mais efetiva os efeitos da crise. Com certeza esse valor representa uma ajuda considerável,” explicou o prefeito Donisete Braga.

Os municípios estão autorizados a levantar os recursos depositados por conta de processos judiciais em andamento, transformando-os em receita, após a Lei Complementar 151 ter sido sancionada pela presidenta Dilma Rousseff, em agosto deste ano.

De acordo com o balanço do primeiro semestre do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, que detinham a exclusividade na administração desses depósitos judiciais, até a entrada em vigor dessa lei, o Brasil teria R$ 174 bilhões “parados” em depósitos judiciais: R$ 118,6 bilhões no BB e R$ 55,2 bilhões na Caixa.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Mauá
Secretaria de Comunicação Social
03/11/2015 10:41


Outras Notícias

22/09/2017

Mauá tem 26 vagas de emprego

Maioria dos postos é para o setor textil e de indústria, todos para trabalhar na cidade

22/09/2017

Mauá promove o Dia do Estacionamento Solidário

Parceria com administradora do estacionamento ZONA AZUL, Estapar, vai doar arrecadação da próxima segunda-feira à entidades sociais

21/09/2017

Museu de Mauá abre exposição de arte Afro-Brasileira

Mostra reúne mais de 20 obras entre esculturas, instalações e quadros da artista mauaense Talita Rocha

21/09/2017

Mauá promove debate em Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência

Data é celebrada nesta quinta-feira e lembra a necessidade de ampliar diálogos sobre acessibilidade

19/09/2017

Mauá abre vagas de qualificação em cinco cursos

Treinamentos gratuitos duram quatro horas e acontecem em parceria com o Sesi e ACIAM

18/09/2017

Mauá promove Semana do Trânsito

Prefeitura lança programa Trânsito Eu Respeito para abordar segurança na travessia; ações também englobam jovens e adultos no centro da cidade

19/09/2017

Mauá promove Semana da Árvore

Evento terá ações de sustentabilidade, trilhas e plantação, além de muita música e dança na Praça 22 de Novembro

18/09/2017

Parque das Américas recebe Poupatempo Animal

Animais do bairro recebem consultas até sexta-feira (22)

19/09/2017

Confira os vencedores do Festival de Violeiros

Prefeitura premiou composições e artistas em festa que aconteceu no fim de semana na cidade

19/09/2017

Prefeitura entrega novos leitos no Nardini

Novos leitos atenderão casos de baixa complexidade e ajudarão a desafogar Pronto Socorro