01/06/2015

Seminário de Segurança Pública Municipal debate organização e processo formativo das Guardas Civis
Mauá apresentou seu processo de regulamentação do Estatuto e Plano de Cargos e Carreira

Divulgação

Carlos Wilson Tomaz foi o convidado por Mauá

 

O auditório D. Pedro I da Assembleia Legislativa de São Paulo foi o cenário de um qualificado debate sobre a realidade da organização das guardas civis (GCM) do estado de São Paulo e o processo de formação após a aprovação da Lei Federal 13022, que estabelece normas gerais para a instituição, durante o Seminário se Segurança Municipal, realizado terça-feira (27). 

A mesa principal foi composta pelo secretário-adjunto da Secretaria de Defesa Social do Guarujá, Zaqueu Elias; pelo comandante da GCM de Sorocaba, Benedito da Silva Zanin; pelo secretário de Segurança Pública de Mauá, Carlos Wilson Tomaz e pelo ouvidor da GCM de Ribeirão Preto, advogado Ricardo Alves de Macedo. 

O secretário de Segurança Pública de Mauá, Carlos Wilson Tomaz, convidado a explicar como foi o processo que ocorreu após a regulamentação do marco regulatório das GCMs, de aprovação do Estatuto e Plano de Cargos e Carreira, detalhou o grande debate realizado dentro da corporação e o empenho da Prefeitura e Câmara de Vereadores para aprovação do projeto de lei sem emendas. “Foi um grande esforço de esclarecimento para que não tivesse intervenção por parte de quem não está relacionado ao assunto. Esperamos que, até o final do ano, tenhamos implantado ao menos 50% do que determina a legislação”, disse Tomaz. Ele lembrou ainda a Guarda já enfrentava todas as questões políticas e administrativas e essa legislação é a melhor ferramenta para executar o papel essencial da corporação. 

O comandante da GCM de Mauá, João Carlos Conígero, definiu o encontro como de extrema importância porque “estamos integrados para entender o contexto quanto à aplicabilidade da lei. Abre oportunidade para observarmos novos caminhos, como a conversa com a Anatel para isenção de tarifa do 156 e com o Estado sobre a isenção de pedágios para viaturas das Guardas.” 

As falas dos representantes de Guardas Municipais de todo o estado expressaram a importância do marco regulatório para orientar a organização das instituições nos municípios, considerando as peculiaridades de cada um. Um dos destaques foi dado aos princípios mínimos de atuação da instituição, de acordo com o marco regulatório: proteção dos direitos humanos fundamentais, do exercício da cidadania e das liberdades públicas; preservação da vida, redução do sofrimento e diminuição das perdas;  patrulhamento preventivo; compromisso com a evolução social da comunidade; e uso progressivo da força. 

O ouvidor da corporação de Ribeirão Preto, o advogado Ricardo Alves de Macedo, sobre o artigo que aborda a criação de Ouvidoria e Corregedoria, defendeu “os órgãos de controle devem ser com pessoas externas, mas, que tenham significativo saber para evitar a quebra da imparcialidade.” 

A importância da formação prática do guarda civil e de como o conteúdo programático deve se comunicar com seu cotidiano foi a abordagem do professor do Instituto de Pesquisa, Ensino e Consultoria Técnica em Segurança Pública Municipal (Ipecs), Ricardo Yamazaki. Já o presidente do Instituto, Sérgio França, considerou que a Conferência tem se esforçado para manter agendas unificadas. “Daqui saem relatórios que vão encaminhar outros documentos e viabilizar mais credibilidade”, citou. 

O presidente Nacional das Guardas Municipais, Oseias Francisco da Silva, lembrou ttsobre demandas comuns das corporações, como a isenção parcial da cobrança das tarifas nas praças de pedágios. “Estamos construindo o diálogo com a ARTESP no sentido de assegurarmos 100% de isenção”, afirmou. 

No evento, também estiveram presentes representantes dos comandos das Guardas Civis Municipais de São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Guarujá, Praia Grande, Barueri, e outras, além do professor de graduação em Segurança Pública da Universidade Santa Cecília, Ciro Antonio Fernandes, entre várias autoridades.





 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Mauá
Secretaria de Comunicação Social
02/06/2015 17:53


Outras Notícias

12/12/2018

Mauá reduz taxa do lixo em até 46,05% na categoria residencial

Agora, município tem a menor taxa do lixo do Estado de São Paulo

11/12/2018

UBS Itapark terá Laboratório de Atenção às Condições Crônicas a partir de sábado (15)

Pacientes receberão acompanhamento médico mais humanizado

11/12/2018

Mauá entra na Semana da Economia Solidária com shows musicais

Atividades que miram empreendedorismo têm início nesta terça-feira e terminam com música

07/12/2018

Aniversário de Mauá é marcado por inaugurações relacionadas ao meio ambiente

Dia 9 de dezembro terá inauguração da Sala Ambiental no Parque Gruta de Santa Luzia e a revitalização do Parque Guapituba

07/12/2018

CPTR de Mauá oferece 61 vagas de emprego

São 54 oportunidades para candidatos com ensino fundamental completo

06/12/2018

Ampliação do Cras Zaíra foi apresentado no fim de semana

Novos cômodos dão espaço para cursos e oficinas às famílias

06/12/2018

Missa Campal será uma das diversas atrações de aniversário de 64 anos de Mauá

A agenda do fim de semana está repleta de inaugurações e revitalizações

05/12/2018

Fábrica de Artes e pedra fundamental do Fiec Zaíra serão inauguradas nesta semana

Inscrições para aulas culturais serão abertas em 2019

05/12/2018

UPA Barão de Mauá reabre as portas totalmente reformada

Equipamento retoma atividades neste sábado com novos serviços para atender 16 mil pacientes por mês

03/12/2018

Mauá retoma Café do Trabalhador e lança 7ª linha expressa

Sala Digital no Terminal Rodoviário também foi reinaugurada nesta segunda-feira (3/12)