Visite a Prefeitura no Instagram Visite o canal da Prefeitura no YouTube Visite a Prefeitura no Flickr Visite a Prefeitura no Facebook Siga a Prefeitura no Twitter

17/02/2014

Equipe social garante atendimento humanizado a famílias em área de risco
Papel das assistentes sociais é fundamental para a conscientização e remoção das famílias.

Evandro Oliveira/ PM

Equipe social é elo de ligação entre morador de área de risco e Secretaria de Habitação

 

 

Quando se fala em área de risco, a principal preocupação da Prefeitura de Mauá é com a preservação de vidas. E para garantir a segurança dos moradores que moram nessa condição de vulnerabilidade e prepará-los da melhor maneira possível durante o processo de remoção, o trabalho de conscientização é fundamental.

 

Por isso, as equipes da área social da Secretaria Municipal de Habitação realizam um trabalho contínuo nessas áreas. A atuação foi intensificada nas regiões do Jardim Oratório, Jardim Cerqueira Leite e no Chafic, locais onde estão sendo executados ou elaborados projetos de urbanização e regularização.

 

“As equipes compostas por assistentes sociais da Prefeitura e da empresa que elabora o projeto vão a campo constantemente e também fazem plantão de dúvidas em espaços cedidos pela própria comunidade, como associações amigos de bairro e CRAS, entre outros”, afirmou o secretário de Habitação de Mauá, Marcos Panini.

 

O trabalho que inclui cadastramento de imóveis e famílias é árduo. Em muitos casos, há necessidade de chegar a pontos de difícil acesso, como a residência da Maria das Dores dos Santos. A dona de casa mora com o marido e três cães em um imóvel de dois cômodos no Jardim Zaíra 4, cujo acesso é feito por uma viela localizada na rua Guilherme Polidoro. 

 

“Vivo aqui há 7 anos. Não conseguia pagar o aluguel onde morava e encontramos esse local para nos estabelecer. Adoro meus cachorros, apesar deles latirem muito às vezes,” conta a dona de casa Maria das Dores, que gosta de receber a visita da equipe da Prefeitura e aguarda a liberação do bolsa aluguel. “Meu marido já está procurando outra casa. As meninas da equipe social nos orientam e nos mantém sempre informados”, comenta.

 

Morador do bairro há mais de 30 anos, o segurança Sidney da Silva Ferreira, acompanhado por seu filho, passou em frente a Associação de Moradores localizada na rua Manoel Nascimento. Após um bate-papo na porta, resolveu entrar para tirar suas dúvidas. “Eu vi que estão marcando as casas, mas na minha não chegaram ainda. A moça me explicou e agora vou aguardar passarem onde moro”, finalizou.

 

Calendário de plantões sociais

 

Jardim Cerqueira Leite – quintas-feiras, das 9h às 11h, no Saneamento Básico do Município de Mauá (Sama) - Rua Washington Luís, 2923 - Vila Magini.

 

Jardim Oratório – sextas-feiras, das 9h às 11h, no CRAS (Rua Salvador, 266, Jardim Oratório).

 

Zaíra/Chafic – quintas-feiras, das 9h às 11h, na Associação de Moradores (Rua Manoel Nascimento, 34, Zaíra 4).

 

 

Remoções preventivas em parceria com o Consórcio

 

O município também está redobrando sua atenção quanto ao trabalho desenvolvido em parceria com o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. O número de remoções foi definido em conjunto pelas prefeituras da região e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). O órgão foi contratado pelo Consórcio para desenvolvimento dos Planos Municipais de Redução de Riscos (PMRRs) no ABC, e indicado pelo governo estadual para acompanhar os levantamentos apresentados na assembleia de novembro pelo Grupo Temático Gestão de Riscos.

 

A partir daí se iniciou intensa negociação que resultou no compromisso do governador Geraldo Alckmin em assumir 50% do auxílio aluguel para as famílias removidas na região. O convênio para liberação da verba ainda aguarda a assinatura do governador, todavia, por orientação do Consórcio, os municípios já iniciaram a remoção preventiva.

 

Em Mauá, o estudo apontou que 150 famílias se encontram em risco iminente e precisam ser removidas. Essas pessoas estão espalhadas por áreas como Chafik, Jardim Oratório, Cerqueira Leite, Pajussara e Núcleo Canaã. Desse total, 50 já foram removidas, o que equivale a aproximadamente 200 pessoas. Os trabalhos devem estar concluídos em até 60 dias.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Mauá
Secretaria de Comunicação Social
17/02/2014 18:07


Outras Notícias

19/10/2017

Mauá premia vencedores do Concurso de Gastronomia

Melhores receitas foram anunciadas em noite de festa no Espaço Porcelana

19/10/2017

Mauá terá coleta solidária de alimentos em supermercados

Produtos não perecíveis serão arrecadados para o Banco de Alimentos

17/10/2017

Campus de medicina em Mauá está com inscrições abertas para 2018

Curso terá 50 vagas e duas bolsas integrais para moradores da cidade

16/10/2017

Poupatempo Animal atende Jardim Esperança nesta semana

Van faz tratamentos de baixa-complexidade e local permite acesso também de moradores do Jardim Itapeva, Itapark e proximidades

16/10/2017

Mauá tem variedade de eventos na Semana Mundial da Alimentação

Palestras, oficinas e feiras promovem alimentação saudável e sustentável

16/10/2017

Poupatempo Animal atende Jardim Primavera nesta semana

Van faz tratamentos de baixa-complexidade e local permite acesso também de moradores do Jardim Anchieta, São Jorge do Guapituba e proximidades

09/10/2017

Mauá promove qualificação para famílias de baixa renda

Prefeitura promove treinamentos para que beneficiários de projetos sociais possam incrementar renda familiar

16/10/2017

Mauá abre 580 vagas para curso à distância

Cursos têm duração de cinco meses e garantem certificado dado pelo Ministério da Educação

06/10/2017

Mauá tem 34 vagas de emprego

Maioria dos postos é para profissionais com Ensino Fundamental e para trabalhar na cidade

16/10/2017

Mauá garante catraca livre para idosos, deficientes e doentes crônicos

Acompanhantes também ganham o benefício de poder usar o ônibus municipal quantas vezes precisarem no mesmo dia