Visite a Prefeitura no Instagram Visite o canal da Prefeitura no YouTube Visite a Prefeitura no Flickr Visite a Prefeitura no Facebook Siga a Prefeitura no Twitter

04/03/2013

Consórcio anuncia pacote de Mobilidade com 115 intervenções em 16 eixos prioritários
O pacote destaca 16 eixos prioritários distribuídos pelos sete municípios, que receberiam 115 intervenções, incluindo readequações viárias, viadutos, pontes, duplicação e extensão de vias e corredores

Roberto Mourão/ PM

O prefeito de Mauá, Donisete Braga conversa com Marinho durante reunião do Consórcio

O presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, Luiz Marinho, anunciou hoje (4/3), durante assembléia mensal dos prefeitos da região, um grande pacote de projetos regionais voltados à Mobilidade Urbana que deverá ser encaminhado ao governo federal ainda este mês. O pacote destaca 16 eixos prioritários distribuídos pelos sete municípios, que receberiam 115 intervenções, incluindo readequações viárias, viadutos, pontes, duplicação e extensão de vias e corredores com prioridade ao transporte coletivo.

“Temos hoje um estudo para ser complementado e detalhado, com um conjunto de intervenções viárias e de transporte coletivo olhando todas as cidades, que ajudará a criar uma mobilidade regional não só internamente, mas também em relação a São Paulo e às cidades do entorno do ABC”, adiantou Marinho.

Segundo o presidente do Consórcio, o projeto pressupõe diálogo e cooperação em todas as esferas. “Seguramente não haverá conversas apenas com o governo federal, mas teremos desdobramentos com o governo do Estado, na medida em que estão envolvidas demandas como a duplicação de rodovias estaduais (Índio Tibiriçá e Caminho do Mar).”, lembrou

O investimento pode chegar a R$ 3 bilhões em recursos federais apenas para as intervenções viárias. Além desse custo, o Plano prevê cerca de R$ 7 bilhões em investimentos no transporte coletivo. Estão aí incluídas a Linha 18 do Metrô (monotrilho), estimada em R$ 4 bilhões e já com recursos alocados, a ligação ABC/Guarulhos e a bifurcação da Linha 18 do Metrô, no sentido do terminal Vila Luzita, em Santo André.

“Se falarmos em intervenções viárias e transporte coletivo, com corredores, terminais e monotrilho chegaremos a ordem de grandeza de R$ 9 a R$ 10 bilhões. É um projeto ambicioso, mas nós queremos pautar esse assunto para, acima de tudo, pensar o planejamento da região de curto, médio e longo prazos, olhando os gargalos que a região tem em Mobilidade”, ressaltou Marinho.

O Consórcio solicitará audiência com a Ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, nos próximos 15 dias para apresentar as propostas. “Sabendo a dimensão de recursos possíveis, acredito que em 60 dias teremos a elaboração técnica concluída, caminhando para a possibilidade de convênio com o governo federal, para dar sequencia aos projetos básico e executivo”, previu Luiz Marinho.

Obras trarão economia de 20 % no tempo gasto em toda a malha viária do ABC

Segundo simulação feita pela Oficina Consultores, se aprovadas, as intervenções do pacote anunciado hoje (4/3) poderão significar, em mobilidade urbana, uma economia de aproximadamente 20% do tempo gasto no trânsito na malha viária do ABC.

A versão do Plano Diretor de Mobilidade da Região do Grande ABC a ser encaminhada ao governo federal foi desenhada em 30 dias, a pedido dos prefeitos na assembléia de 4 de fevereiro, após reunião com a presidenta Dilma Roussef, durante o Encontro Nacional dos Novos Prefeitos e Prefeitas, em 30 de janeiro. Na ocasião, Dilma pediu ao presidente do Consórcio, agilidade na apresentação de um projeto de caráter regional.

O estudo foi apresentado aos prefeitos como resultado do trabalho dos secretários municipais de Mobilidade (Trânsito/Transportes) e da Oficina Consultores, empresa contratada pelo Consórcio para elaborar o Plano de Mobilidade Regional, base utilizada como ponto de partida para o pacote. Os secretários e equipes se reuniram durante o mês de fevereiro, para elencar as obras de abrangência e relevância regional, sistematizando as intervenções mais importantes entre as obras estruturantes do viário das cidades.

“O Plano surgiu de um inventário feito nas sete cidades com todos os projetos previstos. A partir daí os secretários municipais definiram 16 eixos de que são prioritários para a região e foram elencadas as obras necessárias, desde viadutos, até pequenas adequações geométricas”, explicou Andrea Brisida, integrante do GT Mobilidade do Consórcio. Segundo ela, ainda terá de haver estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental para cada obra. Os projetos prevêem também requalificação urbana (melhorias de passeio público, sinalização de tráfego, paisagismo, etc.).

Entre as obras elencadas, o prefeito Luiz Marinho destacou as intervenções na Avenida dos Estados, eliminando cruzamentos em nível; a duplicação do eixo das Avenidas Lauro Gomes/Guido Aliberti nos trechos de São Paulo e Santo André e sua extensão pelo Córrego Taioca; uma ponte para transpor a Rodovia Anchieta, e a duplicação das rodovias Índio Tibiriçá e Caminho do Mar, com execução de diversos acessos, de São Bernardo a Ribeirão Pires.

São estes os eixos prioritários para intervenções do pacote regional de Mobilidade anunciado pelo Consórcio:

1) Eixo Avenida dos Estados (São Caetano do Sul, Santo André)

2) Eixo Avenidas Guido Aliberti, Lauro Gomes e Córrego Taioca (São Caetano, São Bernardo do Campo, Santo André)

3) Eixo São Bernardo do Campo/Rodoanel, via Sertãozinho (Mauá)

4) Eixo Anel Viário Metropolitano (Diadema, São Bernardo, Santo André)

5) Eixo Avenida Taboão (São Bernardo, Diadema)

6) Eixo Piraporinha, Avenidas Lucas Nogueira Garcez e Pereira Barreto  Diadema, São Bernardo, Santo André)

7) Eixo Alvarenga / Av. Robert Kennedy / Ribeirão Couros (Diadema, São Bernardo)

8) Eixo Ligação Leste / Oeste (Diadema, São Bernardo, Santo André)

9) Eixo N. Sra. dos Navegantes / Casa Grande (Diadema)

10) Eixo Avenida Marginal Oratório (Santo André a Mauá)

11) Eixo Corredores Firestone/Guarará (Santo André)

12) Eixo Cassaquera (Santo André)

13) Eixo Corredor Mauá (Mauá)

14) Eixo “Corredor Sudeste” (São Caetano, Santo André, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra)

15) Eixo Avenidas Brasil, Francisco Monteiro e Sapopemba (Ribeirão Pires)

16) Eixo Índio Tibiriçá - duplicação e execução de diversos acessos (SBC, RP)

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Mauá
Secretaria de Comunicação Social
04/03/2013 18:50


Outras Notícias

17/08/2017

Mauá busca investimento para Educação

Prefeitura entrega à FDE protocolo com intenções de construir duas novas creches na cidade, além de solicitar reformas para aumentar vagas disponíveis

17/08/2017

Mauá vacina 6.300 animais contra a raiva

Primeira semana da campanha tem alta adesão na cidade; São mais de 70 pontos de vacinação;

17/08/2017

Mauá oferece aulas gratuitas de esportes

Voleibol está com vagas abertas para atender moradores da cidade

15/08/2017

Veja calendário de oficinas culinárias em agosto

Cursos gratuitos acontecem no Zaíra e na Vila Mercedes e trazem diferentes opções para agradar todos

14/08/2017

Mauá discute melhorias na saúde

Profissionais da rede pública participam de pré-conferência nesta semana sobre humanização do atendimento

11/08/2017

Mauá tem 23 vagas de emprego

Há postos para setor de indústria e serviços, todos para trabalhar na cidade

10/08/2017

Mauá terá Festival de Violeiros

Prefeitura premiará composições e artistas em festa que acontece no dia 15 de setembro na cidade

09/08/2017

Parceria entre Mauá e Sebrae-SP auxilia empreendedores

Consultores oferecem dicas de gestão de negócios e formalização; serviço municipal emitirá carteiras de trabalho

08/08/2017

Mauá faz matrículas de aprovados na Univesp até sexta

São 200 vagas para cursos à distância; Parceria com a Prefeitura traz cursos de graduação em diferentes áreas

04/08/2017

Mauá ganha Faculdade de Medicina; inscrições para o processo seletivo já estão abertas

Curso da Uninove oferece 50 vagas e duas bolsas integrais para moradores da cidade