Visite a Prefeitura no Instagram Visite o canal da Prefeitura no YouTube Visite a Prefeitura no Flickr Visite a Prefeitura no Facebook Siga a Prefeitura no Twitter
Alunos do esporte de Mauá no ABC Paulista se mobilizam para doação voluntária de sangue
A ação, inédita na cidade, foi proposta pelos próprios alunos e professores da coordenadoria de esportes

 

88 alunos de ginástica, body combat e hidroginástica da Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer de Mauá realizarão doação voluntária de sangue ao Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André, na manhã do dia 1º de julho. Os alunos sairão em dois ônibus às 7h30 do Ginásio Poliesportivo Celso Daniel com destino ao hospital. O prefeito Donisete Braga irá participar da iniciativa. 

A ação, inédita na cidade, foi proposta pelos próprios alunos e professores da coordenadoria de esportes que viram no gesto uma oportunidade de promover a solidariedade e salvar vidas. “Tivemos a ideia depois de uma conversa com uma das alunas, a Gisele, que é enfermeira e nos relatou a falta de doadores de sangue, especialmente no inverno”, contou a professora de ginástica Cláudia Saranti, uma das responsáveis pela mobilização dos alunos. 

Cláudia disse ainda que a proposta é colocar o ato no calendário oficial da cidade e ampliar a ação para os demais departamentos e secretarias da Prefeitura. “É importante conscientizar a todos sobre a doação de sangue, acredito que podemos conquistar a adesão de mais pessoas”, ressaltou Cláudia. 

Doações em Baixa – Os 4 postos de coleta do Grande ABC ligados ao Hospital Estadual Mário Covas e administrados pela Colsan (Associação Beneficente de Coleta de Sangue) estão com o estoque abaixo da meta. “O ideal é recebermos uma média de 6500 doadores por mês nos quatro pontos, porém ficamos sempre abaixo, entre 4800 e 5000 doadores”, explicou Solange Rios, gerente administrativa da associação. Após a coleta, o sangue é distribuído entre nove hospitais da região e dois da Baixada Santista. 

Um único doador de sangue pode salvar até quatro vidas. Isso porque o sangue é dividido em quatro hemocomponentes – concentrado de hemácias, concentrado de plaquetas, plasma e fator 8 – cada um desses hemocomponentes é destinado a um paciente, ou seja, pessoas em tratamento contra leucemia, transplantados e acidentados, por exemplo, podem se beneficiar em conjunto de apenas uma única doação. 

Para ser um doador é muito simples. Qualquer pessoa acima de 16 anos, que pese mais de 50 quilos e esteja em boas condições de saúde pode doar sangue. Os homens podem doar a cada 60 dias e as mulheres a cada 90 dias. A única exigência para ser doador é levar um documento oficial com foto e ter se alimentado antes. Pessoas que fizeram tatuagem a menos de um ano não podem doar. 

O telefone do Hemocentro do Hospital Mário Covas para quem deseja obter maiores informações é 2829-5162. 

Serviço – O Ginásio Poliesportivo Celso Daniel fica na rua Fábio José Delpoio, 123, Vila Noêmia – Mauá (próximo ao Paço Municipal).

 

 


30/06/2015 11:18